2006-07-31

Coisa fofa!

Ter uma amiga muito criativa, dá nesta camisola fofa que vou usar de barriga empinada!

2006-07-28

Sol e Mar

Não ouvi os putos aos gritos, não senti o cheiro das sandes, nada… era só eu, o sol e o mar...

2006-07-21

17 Semanas

17 Semanas – “A literatura médica afirma que, a partir do quarto, até o quinto mês o bebé rema com os braços, bate as pernas e dá cambalhotas, tornando-se, progressivamente, mais seguro dos seus movimentos.” Ainda não sinto esta movimentação toda, mas já vou sentindo umas cócegas!... A barriga já cresceu… redondamente linda!!!

2006-07-20

Prelúdio...

Há locais (momentos) que me marcam de forma inexplicável e inesquecível, um desses locais (momentos) é Óbidos e a sua lagoa…

…como prelúdio de algo de bom…

2006-07-19

Clã

Lágrima de moça Quando o mar estronda sob o vento forte meu coração ateu ganha medo quando o mar me ronda com a voz da morte crédula em bruxedo peço lavada em lágrimas peço fervorosamente peço para poupar a gente quando o céu pesado num troar medonho vem acordar em mim os temores quando sinto o fado a domar o sonho crédula em agoures peço lavada em lágrimas peço fervorosamente peço para poupar a gente peço peço
peço Adolfo Luxúria Canibal \ Hélder Gonçalves Escolhi esta música do álbum Rosa Carne, mas podia ter escolhido qualquer outra, as músicas dos Clã, são todas excelentes. Desde 1996 que os conheço e acompanho, são um grupo com consistência, coerência e competência musical. São excelentes. Podem ser apreciados, perto de nós, dia 14 de Agosto nas Festas da Batalha. Não aconselho nenhum álbum especificamente, porque gosto de todos, mas para quem não conhece pode começar pelo álbum ao Vivo, editado no ano passado, que está simplesmente fenomenal, transmite muito bem o que são os Clã como grupo musical e o que são os fãs!

2006-07-17

Temperaturas elevadas

"O Que é uma Onda de Calor? Uma onda de calor corresponde a um período de alguns dias da época estival, com temperaturas máximas superiores à média usual para a época. As ondas de calor têm um grande impacto na saúde humana e contribuem também para a criação de condições propícias à propagação de incêndios florestais. As temperaturas máximas para as quais se considera existir uma onda de calor variam muito ao longo do globo terrestre. As situações de calor extremo afectam de forma diferente as populações de regiões temperadas, como é o caso de Portugal Continental, e as que vivem em regiões normalmente mais quentes, que possuem uma aclimatação fisiológica e um estilo de vida adaptado. A temperatura do corpo resulta de um equilíbrio entre a produção e a perda de calor. No caso da temperatura ambiente subir para valores muito elevados, o nosso organismo tem mecanismos que lhe permitem regular a temperatura, libertando calor. Um dos principais é a transpiração. A transpiração consiste na libertação de água e sais minerais através da pele e é a evaporação da água à sua superfície que permite o seu arrefecimento. Quando o nosso corpo é exposto a temperaturas muito elevadas, numa tentativa de retomar o equilíbrio térmico, aumenta a produção de suor, e assim perde uma maior quantidade de água e sais minerais essenciais ao bom funcionamento do organismo. De um modo geral, as ondas de calor que ocorrem em Junho, em Portugal Continental, encontram-se associadas a uma maior mortalidade do que ondas de calor com as mesmas características que ocorrem em Agosto, sugerindo que o corpo humano tem uma capacidade de aclimatação ao calor. A sensibilidade do corpo humano a temperaturas elevadas é maior para valores de humidade relativa mais altas. Se a humidade relativa do ar for muito elevada o mecanismo de evaporação do suor é reduzido ou inibido, tornando a libertação de calor menos eficaz."
Hoje e amanha ainda teremos temperaturas muito elevadas, mas segundo o Instituto de Meteorologia, na próxima quarta, estaram mais baixas.

2006-07-11

Six feet under

When death is your business, what is your life?
Terminou ontem aquela que considero a melhor série de sempre, sem dúvida a minha série favorita…Desde 2002 que acompanho os Fisher e ontem à noite, morreram todos… chorei, claro que sim, já tenho saudades e agora procuro o DVD para comprar! É sem dúvida uma série de culto que retrata a vida e a morte de uma forma surpreendentemente real, diferente e estranha, mas carregada de sentimento, de profunda intensidade, capaz de arrepiar cada pelinho do corpo. Six Feet Under”, ou “Sete Palmos de Terra” (em Portugal) não é apenas uma das melhores séries dos últimos anos, nem tão pouco mais uma série a ser nomeada em várias categorias nos Emmy. É igualmente uma série que reúne um leque de talentos que ultrapassa a escrita do argumento e da representação. A escolha do repertório musical, por exemplo, é outra das ofertas magnânimes que a série tem para nos dar. E ao fim de tantos episódios a acompanhar a vida dos Fisher, o que não falta são boas músicas e grandes bandas por onde escolher."
(Crítica RTP)

2006-07-10

Mais leituras...

Acabei de reler Crónica dos Bons Malandros de Mário Zambujal e estou a iniciar a releitura de Em Nome da Terra de Vergílio Ferreira. Encontro na “releitura” o prazer do reencontro… Mário Zambujal conta, em vários contos, as peripécias de personagens muito características de um determinado tempo (talvez), mas que também são intemporais. Num estilo linguístico um pouco subversivo, ri e sofri com a Quadrilha de Renato! Em Nome da Terra é o livro que tenho na cabeceira, adormeço com uma lindíssima história de amor, trágica, mas lindíssima, até porque tem tanto de real… Sugestão: Colocar estes dois livros na mala de férias, são óptimos companheiros!

2006-07-07

Human Behaviour

Tonturas (perturbação cerebral, vertigem) e palpitações (movimento rápido e irregular do coração, pulsação, latejo), são as palavras de ordem de hoje! É estranho, sinto uma espécie de fraqueza geral por todo o corpo, como se tivesse os braços e as pernas entorpecidos. Segundo o guia da gravidez, é normal, afinal o feto já está formado e já corre pelo meu corpo litro e meio de sangue a mais…mas é estranho… Ouço Bjork, Human Behaviour do álbum Debut, esta música é a que melhor me descreve por estes dias, tal é a turbulência das minhas emoções…
HUMAN BEHAVIOUR If you ever get close to a human And human behaviour Be ready be ready to get confused There's definitely definitely definitely no logic To human behaviour But yet so yet so irresistible And there's no map to human behaviour They're terribly terribly terribly terribly moody Then all of a sudden turn happy But, oh, to get involved in the exchange Of human emotions Is ever so ever so satisfying And there's no map And a compass wouldn't help at all

2006-07-04

Dias cinzentos

Oito Horas da manhã. O saco arrumado com a toalha, o protector solar, tostas, duas maçãs e um livro. O cheirinho do mar já na mente, a promessa de um dia de sol e mar para recarga das energias. 8:40, em marcha-atrás, uma carrinha mal estacionada e não avistada, PUM!... Estrondosos estilhaços do farolim e vidro traseiro, os nervos (filamentos que transportam os impulsos dos órgãos sensoriais até ao sistema nervoso central e que são os transmissores da sensibilidade e do movimento), acabam com aquele que prometia ser um dia lindo e solarengo. No final dia a resposta, o seguro cobre os danos materiais. Certo, mas ninguém cobre os danos psicológicos, o nervosismo para sempre gravado na memória, no corpo. Energia positiva é o que se procura, um pouco de tranquilidade.
eXTReMe Tracker