2007-10-25

A gente vai continuar

Esta é uma das minhas músicas favoritas. Não sei, dá-me alento. É isso, dá-me alento. Volto a Jorge Palma, uma e outra vez, sei lá, gosto de ouvi-lo… Tira a mão do queixo, não penses mais nisso O que lá vai já deu o que tinha a dar Quem ganhou, ganhou e usou-se disso Quem perdeu há-de ter mais cartas para dar E enquanto alguns fazem figura Outros sucumbem à batota Chega aonde tu quiseres Mas goza bem a tua rota Enquanto houver estrada para andar A gente vai continuar Enquanto houver estrada para andar Enquanto houver ventos e mar A gente não vai parar Enquanto houver ventos e mar Todos nós pagamos por tudo o que usamos O sistema é antigo e não poupa ninguém, não Somos todos escravos do que precisamos Reduz as necessidades se queres passar bem Que a dependência é uma besta Que dá cabo do desejo E a liberdade é uma maluca Que sabe quanto vale um beijo Enquanto houver estrada para andar A gente vai continuar Enquanto houver estrada para andar Enquanto houver ventos e mar A gente não vai parar Enquanto houver ventos e mar Enquanto houver estrada para andar A gente vai continuar Enquanto houver estrada para andar Enquanto houver ventos e mar A gente não vai parar Enquanto houver ventos e mar

2007-10-24

amigdalites

Tenho um grave problema com as amigdalites. Elas não gostam de mim e eu não gosto delas! Elas dão-me febre e eu dou-lhes antibióticos! Elas ganham, põe-me de cama e dorida, eu vingo-me, enrolo-me nos cobertores e deixo-me dormir!

2007-10-20

Filho de peixe, sabe nadar?!

Parece que sim!

2007-10-19

Amanhã a não perder

Vem e traz amigos, porque gostamos muito de ter espectadores!

2007-10-14

Cria

Maria Rita tem um trabalho novo, Samba Meu, embora diferente dos anteriores, gosto… mas ainda tem que tocar cá em casa mais umas vezes até ser verdadeiramente assimilado. Este trabalho tem uma música “Cria”, que quero dedicar ao meu filho. Ouvi-a e fiquei com uma lagrimazita no canto do olho. Percebi tão bem o que diz, expressa tão bem aquilo que já começo a sentir, descreve a evolução e crescimento do meu filho… ainda agora nasceu e já está tão grande… A letra é mais ou menos assim: Crescendo, foi ganhando espaço,
pulou do meu braço,
nasceu outro dia
já quer ir para o chão,
já fala mãe, já fala pai
não quer mais chupeta
já come feijão
e posso até ver os meus braços
nos primeiros passos,
tropeça,
seguro não deixo cair
se cai levanta
continua porta da rua fechada
criança não deixo sair
da linha
Reflexo no espelho
leva à emoção
a lágrima ameça do olho cair
semente fecundada já começa a existir.
É cria, criatura e criador,
cuida de quem me cuidou
pega na minha e me guia.

2007-10-12

HELP!

O meu pátio é muito dado a bichos, para além das minhas bichas, aparecem por lá todo o tipo de bicharada, lagartos, ratos, pássaros, escaravelhos, gafanhotos, espécies que desconheço e mais recentemente o Louva-a-deus ou Mantis religiosa. Ora o bicho até pode ser religioso, mas é horrivel! O tamanho deste deixou-me impressionada e um tanto ou quanto assustada. Detesto insectos, arrepiam-me. E agora quem é que o tira dali?!

2007-10-07

Domingo de manhã

Aproveitando as borlas dos domingos de manhã, fomos até Alcobaça visitar o Mosteiro. A manhã começou com muito sono, mas acabou, muito feliz!

Por lá, na montra da Drogaria Lisboa, encontramos estas preciosidades, que despertaram a nossa atenção e a de todos os transeuntes portugueses que por ali passavam! São os dez meses mais lindos que alguma vez vi.

2007-10-02

Parabéns Amor

Hoje é o aniversário dele e eu não me lembrei, como habitualmente, logo à meia-noite, nem tão pouco de manhã! À noite cansada fui dormir sem pestanejar, de manhã atarefada com o Duarte e comigo, nem de longe me lembrei! Quando parei para beber café, tinha insistentemente um pensamento “ver a agenda”, e fui ver. Não tenho nada escrito neste dia, mas bastou-me olhar para a data para logo saber o que me escapou. Liguei-lhe de imediato, mas fiquei tristinha… a minha cabeça já não é o que era! À hora de almoço procurei e encontrei a carteira que me havia falado há meses. Comprei um delicioso e saboroso bolo de bolacha, o seu favorito, e fiquei um pouco mais satisfeita comigo. Almoçamos juntos e dei-lhe muitos beijinhos! Logo dou-lhe outro presente, mas esse é só para nós!
eXTReMe Tracker