2009-11-26

...

Há pessoas e situações que me irritam. As pessoas que aparentam ser o que não são é uma delas. Há pessoas que se julgam melhores que as outras, que se acham superior e opinam como se fossem donas e senhoras da razão. Isso é mesmo irritante.
Cada pessoa é uma pessoa diferente da outra. Porque são ou porque têm determinada opinião não lhes dá o direito de interferirem na vida dos outros.
Aquilo que é válido para mim não tem que ser necessáriamente válido para os outros. Respeito a opinião dosoutros, mas não suporto a atitude de superioridade nem o nariz impinado de alguns.
Se houvesse mais tolerancia e respeito pelo próximo eramos todos bem mais felizes.
Não, não é o espirito natalicio em mim. Sou assim.

2009-11-23

Herpes Labial ou Cobrão?!


Estou com um descomunal herpes labial, extremamente inestético e algo doloroso.
Obviamente não passa despercebido aos amigos, clientes e transeuntes que simpáticamente me recomendam todo o tipo de tratamento e mezinha. A mais frequente é a mezinha para o "cobrão" (tão bem explicado na wikipédia), que na maioria das vezes está associado a males e invejas(?!) ou então à passagem de centopeias e aranhões pelo local afectado (só de imaginar uma centopeia a passar-me nos lábios já fico para lá de enojada). A mezinha para tratar estas maleitas é uma faca de ponta afiada, um dente de alho com ela cortado e passar fazendo cruzes sobre a zona infectada sem esquecer de dizer não sei quê...

Pois gosto de mezinhas, mas neste caso não me parece tratamento adequado!

Nota: A imagem foi tirada do google, mas o meu herpes é bastante semelhante!

2009-11-21

Capuchinho Vermelho

História tradicional do Capuchinho Vermelho




O miúdo anda animadissimo com os contos tradicionais. Adora fazer os gestos e as vozes dos animais. Esta semana foi a vez do Capuchinho Vermelho. Cliquem lá no link e vejam se não é assustadora a segunda parte do conto. Para além do lobo mau comer as pessoas, ainda é cortado e deitado ao rio, a música que anima o conto é de filme de terror!
Acho os contos tradicionais engraçados, pela sua história e tradição de geração em geração. Mas aflige-me a crueldade explicita deles. Alguns são histórias de terror e extremamente cruéis. Está bem que todos nós ouvimos estas histórias e sobrevivemos a elas, mas fico um pouco reticente em conta-las ao miúdo, que inevitavelmente as ouve na escola, porque ele não percebe a moral do conto e fica simplesmente com a imagem do lobo a ser cortado ou a cair dentro dum caldeirão ou outras tropelias piores.

Parece-me que ele não aprende nada com estes contos e pior fica com imagens tenebrosas naquela cabecita. Ou estou com excesso de zelo?! Ai isto de ser mãe...

2009-11-20

Constatação #8

O verniz da decoupage da cabo do meu olfacto e deixa-me uma moca!
UAU!

2009-11-11

ele


A poucos dias de fazer três anos, é um menino lindo da mamã! Começou a fazer puzzles sozinho, como se tudo se encaixasse na sua cabeça, já diz "sim" em vez de "tim", adora ver o "Nelo", também conhecido por "Nemo"!
Adoro o nosso ritual diário, sempre dar uma beijoca bem repenicada quando o deixo na escola e quando o vou buscar, dá-me o abraço mais apertado que pode haver. São momentos assim que me fazem feliz.

O gorro que lhe dá um estilo maravilhoso e o deixa mais vaidoso que o habitual, está na loja Momentos

2009-11-06

Constatação #7

Não sabia que existia na nossa lingua a palavra Indrominar. Já a tinha ouvido várias vezes, mas pensava que era uma invenção do vocabulário calão. Mas não é. É muito comum no Alentejo e também se escreve como Endrominar, significa enganar, trapacear, intrujar.
Nenhum destes termos é bonito e considero-os todos tão negativos.
Perante isto, fico triste.

2009-11-05

momentoshop


Tantas novidades lindas e quentinhas!

2009-11-03

GTA


Numa foto de Nuno Abreu, cabe tanto da noite de Halloween...
O Grupo Teatro Apollo ao rubro!

2009-11-02

...

Isto de estar doente não é nada fácil. Digo e repito! Ainda me doi tudo e ando por aqui a tentar levar a p*ta da vida o mais normal possivel, quando o que verdadeiramente me apetece é ir de férias! Nem precisava de muito, apetece mesmo é ir a bracara augusta, respirar, namorar, descansar... mas não pode ser, há tanto para fazer e o natal já está à porta... enfim, melhores dias virão, quero acreditar.
Lá mudei a loja. Uma rua mais movimentada, bem no centro da cidade. Estou a adaptar-me aquela que será aminha segunda casa, ou pelo menos passo lá mais tempo util! Gosto do espaço, gosto do local, mas ainda é tão novo que não parece ainda a minha loja. Trato dela aos poucos e há-de ficar mais minha, como era a outra... de qualquer forma são todos bem-vindos à nova MOMENTOS, ali mesmo ao lado do "cestão", em frente ao café Borsalino, ou seja a rua da Farmácia Moderna também conhecida por rua Alexandre Herculano, n.º15, nesta belissima terra de seu nome Ourém.
eXTReMe Tracker