2008-06-30

O prémio

A primeira pessoa a comentar foi mesmo a Tanita! Pronto, o prémio será entregue em mãos. Voltem sempre e obrigado pelas vossas visitas. Peace & Love 4all

2008-06-28

And the winner is...

Não sei quem ganhou... sério, ontem não tive oportunidade de ver os hits do dia e hoje não consigo ver todos!... lamento que isto não tenha corrido bem. O prémio é um porta-chaves feito por mim. Então fica assim, a primeira pessoa que comentar este post ganha o prémio. Obrigado pelas visitas e voltem sempre. Para ver exemplos do que irão ganhar, é mesmo aqui: Momentos de Artesanato

2008-06-27

Concurso de Visitas!

Tenho a dizer que estão muito fraquitas as visitas. Ninguém quer receber um prémio, um presente?! Bola, eu adoro presentes... Para já quem leva o prémio é o google!

2008-06-25

Alia iacta est

Instalei neste blog, por sugestão de uma amiga, um programazito que dá para verificar quem são os visitantes diários. Ora, isto muito me tem espantado, porque vejo que, por exemplo o google usa este blog para várias pesquisas. Também achei interessante ter visitantes do outro lado do atlântico, em terras de vera cruz, porque também visito esse mesmo lado. Então de conversar com essa mesma amiga sobre este tema, achei piada e decidi fazer um concurso. Chama-se, Concurso de Visitas
Regras: Visitar este blog muitas vezes por dia
Objectivo: Quem mais visitar, recebe um prémio
Data do concurso: 27/06/2008 (próxima sexta-feira)
Portanto, visitem-me e recebam um prémio! O vencedor e o respectivo prémio serão anunciados no dia seguinte. O desafio está lançado, cá vos espero. Agradeço as vossas visitas e sejam sempre bem vindos.

2008-06-24

Porto de Cavaleiros

Fomos à antiga fábrica de papel de porto de cavaleiros. Ali, depois da serra, onde se desce e se alcança o Nabão… é um lugar avassalador, pela sua beleza, história, arquitectura, mas também pela destruição e vandalismo a que foi sujeito. As instalações e documentação estão lá, são anos e anos de trabalho, de história, por ali largados ao abandono. Chega a doer-me a alma. Não posso imaginar como se abandona uma imensidão daquelas assim! Calculo que a fábrica estaria à beira da ruptura total, só de ver as instalações posso calcular a logística de sustentar todo aquele espaço… Só vendo mesmo. No meio de tudo aquilo, no meio do silêncio das paredes, dos restos de papel, no meio da destruição e com o som do rio lá ao fundo senti-me completamente esmagada. Somos horrorosos enquanto homens criadores e destruidores. Horrorosos…

2008-06-23

A minha Alma

A Minha Alma (a Paz Que Eu Não Quero) Maria Rita Composição: Marcelo Yuka

A minha alma

Está armada e apontada

Para a cara do sossego

Pois paz sem voz

Não é paz, é medo

Às vezes eu falo com a vida

Às vezes é ela quem diz

Qual a paz que eu não quero conservar

Pra tentar ser feliz

As grades do condomínio

São pra trazer proteção

Mas também trazem a dúvida

Se é você que está nessa prisão

Me abrace, me dê um beijo

Faça um filho comigo

Mas não me deixeSentar na poltrona

Num dia de domingo

Procurando novas drogas de aluguel

Nesse vídeo coagido

É pela paz que eu não quero seguir admitindo

2008-06-22

Primavera - Mariza

Todo o amor que nos prendera Como se fora de cera Se quebrava e desfazia Ai funesta primavera Quem me dera, quem nos dera Ter morrido nesse dia E condenaram-me a tanto Viver comigo meu pranto Viver, viver e sem ti Vivendo sem no entanto Eu me esquecer desse encanto Que nesse dia perdi Pão duro da solidão É somente o que nos dão O que nos dão a comer Que importa que o coração Diga que sim ou que não Se continua a viver Todo o amor que nos prendera Se quebrara e desfizera Em pavor se convertia Ninguém fale em primavera Quem me dera, quem nos dera Ter morrido nesse dia

2008-06-21

...

Assoberbada com questões do dia a dia. Às vezes é tão duro… deve ser do calor que ainda não assimilei… estou oficialmente cansada, só e até um pouco desapoiada. Ando sempre a remar contra a maré e às vezes apetece-me desistir, deixar-me levar no rebanho… era tão mais simples…

2008-06-17

Cartões, talões e outras complicações

Tudo, quero tudo, tudo, tudo.

Ao preço que está a gasolina, ao preço que estão os bens essenciais, ao preço que custa comprar seja o que for, quero mesmo todos os tipos de descontos possíveis e imaginários. Antes não ligava muito aos descontos que as superfícies comerciais nos ofereciam, confesso que ocasionalmente aproveitava alguma promoção, mas não prestava muita atenção aos cartões de pontos, talões de desconto e outros que tais. O problema é que o orçamento familiar é cada vez mais curto face ao encarecimento geral de tudo e portanto quaisquer descontos são bem-vindos. Tornei-me então perita em aproveitar todos os cartões, talões e outras complicações que reduzam o pagamento final da gasolina, da conta de supermercado, da roupa do miúdo, enfim de tudo! Assim, dou por mim meio desnorteada, no meio da bomba de gasolina e revirar a carteira para encontrar o talão de desconto! Revirei a carteira, o senhor aguardou que revirasse a carteira, encontrei o talão na porta do carro! Mas bolas, tive desconto de 65 cêntimos e ainda oferta de outro tanto para deduzir nas compras do supermercado!

Quando depois parei no café e bebi o dito, senti-me melhor, pelo menos aquele estava “metido” no desconto! Porra que a vida está mesmo muito cara e gerir orçamentos familiares não é fácil, nada fácil. Sou pelos cartões, talões e outras complicações e incentivo todos a fazer o mesmo!

Nota: O video é simplesmente ilustrativo do texto, não pretende fazer publicidade a nenhuma superficie comercial, ainda que seja referida.

2008-06-16

MOMENTOS de Artesanato

Momentos únicos, peças exclusivas. Aqui - momentos de artesanato - crio momentos

2008-06-13

Ruas da minha terra

Quantas vezes já passei e ainda passo nesta rua?... Há lá casas, detalhes e até pessoas que parecem paradas no tempo, num tempo que já não existe. Não sei bem porque, mas é nesta rua que frequentemente sou assolada de ideias fantásticas e histórias incriveis! Estranho...
Adoro os prédios e moradias antigas... inspiram-me!

2008-06-12

Bjork - Vokuro

Não sei o que diz, nem preciso saber. Toca-me no meu ser mais profundo e isso chega para me render.

2008-06-11

Cognome

A piolha agora deu em querer ficar cá em casa. A mãe dela já se preocupa, um dia deste já não quer ir embora! Chegou na segunda pelas 19.30. O aroma vindo do forno despertou-lhe o olfacto e depressa perguntou “madrinha, a que é que cheira?”, ao que eu respondi, não meu amor, hoje não é pizza. Peixinho com puré e salada, é isso que vamos jantar. Torceu o nariz e franziu o sobrolho em desconfiança, mas lá comeu o peixe, desconsolada, mas comeu! O piolho fica louco. Adora a prima cá em casa e os dois juntos enchem esta casa de sonorizações incríveis e felizes, radiantes, maravilhosas. Os guinchinhos e gritinhos que eles emitem em som altíssimo, são música para os meus ouvidos. Adoro vê-los brincar. Quando chega a hora do óó, quando finalmente o volume deles começa a baixar, sinto-me ainda mais feliz, é tão bom deitar dois piscos que nos abraçam e dão beijinhos bons. Gosto muito de ti (piolho e piolha), uma noite feliz, não caias da cama, não partas o nariz! Acordamos cedinho e fomos à praia. Uma manhã muito boa para espraiar. O sol estava de acordo com o vento e brincamos toda a manhã na areia, com muitos baldes de água, pás e baldes. Enquanto ela fazia montes de areia e desenhos com as conchas, ele entretinha-se a escangalhar tudo o que era feito. Às tantas e já um pouco aborrecida, disse, “estou aqui a fazer isto e vem o Duarte O Escangalhador, e escangalha tudo!” Rimos muito. Adorei o cognome do piolho. Adequa-se. O Escangalhador, esse grande maluco…

2008-06-06

TITAS

Sou um bocadito suspeita para dizer isto, mas é uma verdade incontornável, ADORO os trabalhos da Titas

2008-06-03

SOL

Adoro quando sol espreita e nos aquece.

Adoro a luz que me alaga, enche, revitaliza, ilumina.
Adoro que ilumine as minha plantas e que as faça sorrir.
Mais "iluminações", é aqui: Momentos de Artesanato

2008-06-02

Domingo no mundo!

Foi um domingo diferente? Sim, um pouco.

Foi dia da criança e por isso, mas não só por isso fomos ao XII Mostra de Teatro de Cem Soldos.

Vimos a Terra dos Sonhos, e ele gostou muito. Veio de lá a dizer “santinho”, se bem tenho alguma responsabilidade na coisa, ando-lhe sempre a cantar a música do pirata! Ele correu, rastejou, encheu-se de pó, sujou-se todo e veio de lá tão feliz! Ainda deu para assistir ao concerto da filarmónica ouriense e comer uma bifana nas tasquinhas! Pena mesmo, foi o vento que soprava no castelo, mas lá em cima é assim!
AHHH! Para lembrar este dia, tive de presente umas pinturas rupestres na parede da sala!

eXTReMe Tracker