2011-12-28

coisas que não quero esquecer

De repente já passou um mês desde que ela nasceu, já passou o natal e aproxima-se a passos largos o novo ano.
A miúda está ótima e recomenda-se! O natal foi ótimo na companhia da familia e dos amigos.
 A magia do natal foi adormecer entre os meus filhos e acordar  de novo com eles, sempre com o amor do pai ali por perto. Magia também foi ver a minha sobrinha mais velha e verificar que já está da minha altura! É que os miúdos crescem e o tempo passa...
O miúdo aprendeu, finalmente, a dizer "padrinho". A articulação dos "rrs" ainda lhe custa muito e as pequenas conquistas que faz são alegrias para mim e para ele que fica orgulhoso!
Os mimos e o carinho com que fomos brindados nestes dias foram mesmo uma verdadeira carga de energia positiva para ficar com o coração cheio e um sorriso no rosto.
São tantas as coisas boas que não quero mesmo esquecê-las.
Se o ano de 2011 foi menos bom e muito tempestuoso, foi também o ano em que a minha filha nasceu e por isso tenho de arregaçar as mangas e fazer frente às dificuldades.
O ano 2012 será melhor, pelo menos vou tentar que assim seja e "enquanto houver ventos e mar, a gente vai continuar..."

2011-12-13

5 anos



O miúdo faz 5 anos. 5 anos. Uma mão cheio de anos!
Acordou, chamou pela "mamã", saltou para a nossa cama e cantamos-lhe os parabéns! O sorriso dele e o seu abraço foram simplesmente rejuvenescedores de uma noite mal dormida!
5 anos passaram num instante. Parece cliché, mas não é. Passaram mesmo a correr.
A música dele, que me surgiu na cabeça assim que ele nasceu... sei exatamente quem ele é. É o meu menino lindo, crescido, teimoso, independente, birrento, artista e artola! Estou parca em palavras é certo, mas sobra-me amor para lhe dar!
Parabéns filho!

2011-12-12

Coisas Pequenas

Já há uns dias no cérebro. Coisas pequenas. Coisas simples. Coisas bonitas. Coisinhas.

2011-12-06

13 dias


Passaram treze dias desde que ela nasceu.
Os dias têm-se sucedido entre chuva e sol, entre risos e choros, entre fraldas e toalhitas.
As folhas do castanheiro amareleceram, acastanharam e estão a cair. A relva está coberta desse manto de folhas coloridas e os pardais aproveitam para voar livremente nos ramos agora sem camuflagem. Passamos, eu e ela, momentos à varanda, aproveitamos s luz do dia, conversamos, cantamos e observamos os dias e os acontecimentos exteriores. Já podia fazer um registo dos pardais do quintal, assim soubesse o nome de todas as espécies que por ali andam! É engraçado porque para o quarto dela decidi-me por decorar com flores e passaritos e agora, observamos os ditos!
Treze dias dela. De nós.
Gosto tanto e no entanto, pela primeira vez desde que nos mudamos lamento estar tão longe. Gostava de poder partilhar a nossa felicidade, os nossos momentos. O miúdo faz anos entretanto e o que ele queria mesmo era a casa cheia de amigos... Tento compensar em mimos e atenção e ele tem sido um campeão! Adora a irmã e sabe entender as suas coisas pequeninas, naturalmente sem que fosse necessário nenhuma intervenção nossa. Falamos com ele e ele entende. Isso é muito bom e sabe tão bem.
Agarro-me às coisas boas dos dias, aos momentos felizes e são muitos!

2011-12-03

ela

Olho para ela e ainda me custa a acreditar! A minha menina, a minha filha.
É tão bom e sabe tão bem.
eXTReMe Tracker