2008-09-09

Quase 21

O regresso à ama depois de mês e meio de férias, não tem sido nada pacífico. Aliás, só foi de boa vontade no primeiro dia e porque sabia que ia satisfazer as saudades dos brinquedos que lá estão. Agora, com novo horário e ainda por cima, sendo a “bó-ai”(avó Lai) que o vai buscar, ainda fica mais impaciente e irrequieto. Certo que é só uma questão de tempo até se habituar, certo que ele fica bem, mas o pior é que as lágrimas que lhe correm pelo rosto todas as manhãs ficam marcadas no meu apertado coração de mãe e custa, sim, custa muito deixa-lo a chorar. Está cada dia maior, mais falador, mais expedito, mais menino. Já não é aquele bebé desajeitado, já começa a ter mais atenção e cuidado a fazer as coisitas dele, a andar… está tão grande o meu pequeno… Adoro quando me agarra pelo pescoço e me dá beijos atrás de beijos, terminando com a palavra maaaaaaaãae, arrastada com um timbre mimalho que me encanta.

3 comentários:

Tanita disse...

Ai que a ler isto ainda fico com o coração mais apertado e ainda nem chegou a nossa hora!

E a pensar que outro dia estive a ler uns posts antigos e dizia que era uma questão de hábito... Certo... Mas que custa, lá isso custa!

karoxinha disse...

Olá

por cá a escolinha também já começou, cada uma no seu encanto... as letras ontem já começaram a encher os cadernos... e a noite cheia de relatos do grande acontecimento q foi o regresso as aulas...

eles crescem, sabes... mesmo q para nós eles sejam sempre bebés...

bjinhos karinhosos
karoxinha

baldocas disse...

Pois é mamã, o 1º dia de ama, infantário, custa-lhe a eles, e a nós?
Eu pessoalmente acho k me custou mais a mim, e já lá vão 6 anos, desde o 1º dia de infantário, mas ainda hoje me lembro, dp de os entregar(pk são gemeos, a bea, e o rui), a minha 1ª atitude foi de pedir o nº de telemóvel á educadora, e sair de lá com as lágrimas nos olhos, e com a sensação que os tinha abandonado; mas consegui só telefonar 3 vezes, e á noite, nem pareciam que tinham estado todo o dia no infantário, estavam felizes, ainda hoje qdo vão para a escola é igual...
Por isso mamãs é mesmo uma questão de hábito ...

bjokas
e pensem que os nossos rebentos tb tem k ser independentes e fortes ...

baldocas

eXTReMe Tracker