2008-06-11

Cognome

A piolha agora deu em querer ficar cá em casa. A mãe dela já se preocupa, um dia deste já não quer ir embora! Chegou na segunda pelas 19.30. O aroma vindo do forno despertou-lhe o olfacto e depressa perguntou “madrinha, a que é que cheira?”, ao que eu respondi, não meu amor, hoje não é pizza. Peixinho com puré e salada, é isso que vamos jantar. Torceu o nariz e franziu o sobrolho em desconfiança, mas lá comeu o peixe, desconsolada, mas comeu! O piolho fica louco. Adora a prima cá em casa e os dois juntos enchem esta casa de sonorizações incríveis e felizes, radiantes, maravilhosas. Os guinchinhos e gritinhos que eles emitem em som altíssimo, são música para os meus ouvidos. Adoro vê-los brincar. Quando chega a hora do óó, quando finalmente o volume deles começa a baixar, sinto-me ainda mais feliz, é tão bom deitar dois piscos que nos abraçam e dão beijinhos bons. Gosto muito de ti (piolho e piolha), uma noite feliz, não caias da cama, não partas o nariz! Acordamos cedinho e fomos à praia. Uma manhã muito boa para espraiar. O sol estava de acordo com o vento e brincamos toda a manhã na areia, com muitos baldes de água, pás e baldes. Enquanto ela fazia montes de areia e desenhos com as conchas, ele entretinha-se a escangalhar tudo o que era feito. Às tantas e já um pouco aborrecida, disse, “estou aqui a fazer isto e vem o Duarte O Escangalhador, e escangalha tudo!” Rimos muito. Adorei o cognome do piolho. Adequa-se. O Escangalhador, esse grande maluco…

2 comentários:

Tanita disse...

Mais saudades ainda!

O escangalhador! Essa nossa pequenina tem cada uma!

Beijinhos e até breve!

karoxinha disse...

olá

ora escangalhar também é preciso... homessa... gostei... até parece nome de filme :D

bjinhos escangalhados de tanto rir
karoxinha

eXTReMe Tracker