2006-05-09

Gente da nossa terra

No sábado passado fiquei, mais uma vez surpreendida com os talentos existentes neste bela terra de Ourém.
São cantores, músicos, escritores, actores, poetas, fotografos... temos mesmo alguma coisita que move esta gente, só lamento que também haja alguma coisita que move outro pessoal e que só pensa em desmotivar as gentes referidas!
Reflexão de Carmen Zita Ferreira, gente da nossa terra...
Rasguei ao meio meu coração
Rasguei-o, perdi uma metade,
a outra fechei-a na mão
Se me vir ao espelho vejo duas,
se fechar os olhos deixo de ver
Viro-me de costas,
adormeço
e esqueço que algum dia tive de perder.
rasguei a meio um pedaço de mim
Uma das metades fui deixando pelo caminho.
Foi-se diluindo
para não conseguir voltar atrás.
A outra metade segue comigo até ao fim.
Vou devagar,
Vou sorrindo.
Posso até querer chorar, mas metade de mim segue comigo
até, comigo, chegar à plenitude do mar
Lindo, lindo, lindo...

2 comentários:

Nelson Lopes disse...

é verdade.

Carmen Zita disse...

Obrigada, Betinha! Fiquei tão feliz de me encontrar num momento teu!
Forte abraço!
Carmen Zita.

eXTReMe Tracker